Como acostumar dois gatos juntos? Aprenda aqui!

Resolveu adotar dois gatos de famílias distintas? Já tem um gato e resolveu ou teve necessidade de adotar mais um? Simplesmente apareceu um gatinho novo na sua casa e você resolveu juntá-lo à família? Para todos esses casos surge geralmente uma mesma dúvida: é possível acostumar dois gatos juntos e, se possível, como fazê-lo?

Para ter essas e outras perguntas respondidas, confira este artigo sobre como acostumar dois (ou mais) gatos juntos que nós preparamos para você!

Dois gatos podem viver juntos?

Como acostumar dois gatos juntos? Aprenda aqui!

A resposta é: sim! E não apenas podem: há diversos benefícios de criar dois ou mais gatos juntos. isso, é claro, quando eles são bem introduzidos uns aos outros e vivem em harmonia. Do contrário, podem brigar e se estressar bastante, causando problemas para os donos, também.

As vantagens de se criar dois ou mais gatos juntos incluem o fato de um incentivar o outro a se exercitar, em brincadeiras, por exemplo, e manterem interações sociais entre si (necessárias para os pets!).

Quais são os cuidados necessários com gatos? Veja aqui!

Agora, se não forem bem introduzidos, a convivência pode causar problemas nos animais, especialmente naquele que já está a mais tempo em casa e acostumado com a solidão. Um dos principais problemas é o desenvolvimento de ansiedade por conta da convivência forçada e mal introduzida.

Para gatos sozinhos de longa data, o mais recomendado é manter assim. Caso não seja possível, é preciso cuidar para que ambos tenham espaço o suficiente para viverem em paz e ter em mente que o período de ambientação pode levar até mesmo anos.

Como acostumar dois gatos juntos?

Para se acostumar dois gatos juntos, é preciso ter paciência. E acredite: é mais difícil para os gatos do que para os donos. Isso porque gatos são bastante territorialistas. Portanto, é desconfortável para ambos: tanto para quem tem seu espaço invadido, quanto para o que precisa se ambientar com um território já “dominado”.

Portanto, a primeira dica para o processo é reservar um quarto apenas para o novo membro. Isso facilitará as coisas, pois cada um dos gatos terá seu próprio espaço, onde terá conforto e segurança, e você poderá controlar os momentos em que ambos terão contato um com o outro, para ir os acostumando aos poucos. Nos primeiros dias, o recomendado é que eles não tenham contato visual um com o outro.

Mas não basta apenas uma sala vazia, que não atenda às necessidades do novo gato. É preciso que você dedique um pote de ração e de água, uma caixinha de areia e uma cama apenas para esse novo gato. Em hipótese alguma permita que o novo gato faça uso dos mesmos objetos do outro gato, pois isso pode esquentar o clima entre ambos.

Uma dica, já comprovadamente funcional, é colocar o pote de comida de cada um deles de um lado de uma mesma porta, que permanecerá fechada. Assim, eles não farão contato visual, mas sentirão a presença e o cheiro um do outro, o que poderá fazer com que se habituem mais facilmente um com o outro.

Também não adianta manter os dois gatos extremamente afastados. É preciso que um sinta a presença do outro, por meio do cheiro e dos barulhos. É assim que eles começarão a se acostumar um com o outro. Inclusive, convém “misturar” alguns dos objetos dos gatos, como toalha, por exemplo, a fim de que os seus cheiros também se misturem.

No começo, inclusive, é bem provável que os hábitos territorialistas de ambos aflorem e eles comecem a querer “marcar território” (ou seja, urinar por aí). Portanto, prepare-se para limpar.

Em alguns momentos você também pode deixar que um gato visite o local do outro, mas sem que ambos se encontrem.

Após alguns dias dessa maneira, convém começar a introduzi-los visualmente, aos poucos, permitindo que façam contato e que interajam. Entretanto, é preciso ficar por perto, supervisionando, para garantir que eles não briguem, especialmente se um deles for ainda filhote.

Entretanto, não se espante se um ignorar completamente o outro ou simplesmente ficar arisco e ameaçar atacar. No começo é assim mesmo e pode levar um bom tempo até que eles consigam viver completamente em harmonia.

Se os gatos não gostarem de brincar, dormir ou comer próximos um do outro, não tente forçar isso a todo custo. Deixe que eles mesmos decidam a distância que querem ficar um do outro e o tempo que precisam para se habituar às mudanças. Lembre-se: esse é um processo mais estressante para os gatos do que para você.

Quanto tempo demora para acostumá-los?

Como acostumar dois gatos juntos? Aprenda aqui!

O tempo varia muito de gato para gato. Pode ir desde poucas semanas até mesmo um ano. Em alguns casos, especialmente quando um dos gatos ou os dois estão acostumados a viver sozinhos, pode ser que eles nunca venham a se dar 100% bem, mas certamente aprenderão a conviver juntos e a respeitar o espaço um do outro.

Quais são as 10 melhores raças de gatos para crianças? Veja aqui!

No geral, é preciso ter paciência e, principalmente, não forçar interação entre eles. Se eles optarem por não brincar juntos, da forma como você idealizou, você precisa compreender e aceitar que isso será melhor para eles.

Caso você sinta que seus esforços não estejam surtindo efeito nenhum, ou seja, que eles insistem em não ceder e não tolerar a companhia um do outro de maneira alguma, convém contatar especialistas na área responsáveis por adestramento e cuidados animais que poderão auxiliá-lo nessa tarefa.

Marcela Mazetto

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

WebGo Content